Aleatoriedades

 

Escrever nem sempre tem sido uma tarefa fácil. Na verdade, a última vez em que escrevi facilmente, deveria ter dezesseis ou dezessete anos, quando o mundo parecia intenso demais e eu precisava expor minhas onipresentes opiniões sobre tudo. Bons anos de espontaneidade, aqueles. Alguma inconsequência, também. A ânsia de saber de tudo, de achar que sabia de tudo – nem que fosse um pouco.

A maturidade chega, afinal. O conforto em saber que não sei de tudo, nem de perto, na verdade. A tranquilidade em não ter opinião para todas as coisas. O reconhecimento do meu óbvio lugar no universo, como ser em aprendizado constante. É uma sensação libertadora, essa aceitação de não controlar tudo ao meu redor. Não que alguma vez eu achasse que tinha o mundo sob o meu controle, mas sentia a urgência em tê-lo.

 

Anúncios

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s